terça-feira, 5 de junho de 2012

Gaúcho no Galo

Ronaldinho Gaúcho é o novo jogador do Atlético Mineiro. Essa é a grande bomba da semana no futebol brasileiro.
Ronaldinho já foi um grande jogador, um craque que encantou o mundo, principalmente quando jogou no Barcelona, quando foi eleito 2 vezes o melhor jogador do mundo. E foi merecido, mas ele perdeu o prazer em jogar futebol, muito dinheiro, luxo, fizeram o jogador se acomodar e pensar apenas em curtir suas baladas mundo à fora.
Foi para o Flamengo, maior torcida do Brasil, um dos maiores times do mundo. Time do genial Zico, o eterno galinho da gávea.
Mas gaúcho no Fla era uma tragédia anunciada, estava na cara que não ia dar certo, por motivos que já descrevi acima.
Saiu do mengão pelas portas dos fundos, exigindo vencimentos atrasados, o que nesse caso tem razão.
Agora é contratado pelo Galo mineiro, time tradicional do Brasil, primeiro campeão brasileiro em 1971, vice invicto em 77, outros vices em 80, 99, campeão da comembol, vários títulos estaduais e uma torcida apaixonada.
É praticamente unanimidade entre os apaixonados por futebol que Ronaldinho não vai dar certo no Galo.
Se eu fosse dirigente de um grande clube de futebol não contrataria Ronaldinho, não arriscaria com um jogador decadente, que não tem tesão em jogar bola como antes.
Mas vamos pensar pelo outro lado, pelo lado positivo da contratação (se é que existe lado positivo...).
O Atlético a muito tempo não ganha títulos de expressão, e também não tem um grande ídolo em seu elenco a anos. Falo de ídolos de verdade, que marcam história no clube, como foi Reinaldo, Toninho Cerezo, Dadá Maravilha, entre outros.
O que quero dizer é que se Ronaldinho se esforçar só um pouquinho.....pode até virar um grande ídolo do Galo, pois os atleticanos estam carentes de ídolos.
Caso consiga boas atuações no Campeonato Nacional, nem estou pedindo ótimas atuações, levar os mineiros para a Libertadores por exemplo, pode fazer não só ressurgir um craque como um grande clube brasileiro.
Ou seja, está nas mãos de Ronaldinho ele voltar a ter o respeito dos torcedores brasileiros e voltar a ser ídolo de um grande clube.

Um comentário:

D.T - João Sassi disse...

Diego, acho que a torcida do Fla também tinha motivos de sobra (como a do Galo) para acreditar que Ronaldinho fosse perceber a oportunidade para renascer. E deu no que deu...

Sem passionalismo, veja a comparação que fiz entre alguns craques e Ronaldo, aos 32 anos, no http://borogodofutebolclube.blogspot.com.br/2012/06/ronaldo-e-as-32-primaveras.html

Abraço,

João Sassi - Borogodó Futebol Clube